National Parks: An Idea That Began in the US (Parques nacionais: uma idéia que começou nos EUA)

Texto: National Parks: An Idea That Began in the US (Parques nacionais: uma idéia que começou nos EUA)

The United States established its first national park in eighteen seventy-two. Yellowstone, in the western state of Wyoming, was not only the first national park in America. It was the first in the world.

Since then, about one hundred nations have followed that example. They have established over one hundred thousand national parks and protected areas, for the enjoyment of people today and for generations to come.

Last year, almost two hundred seventy-five million people visited the national park system in the United States. Visitors can hike in the woods. Climb mountains. Photograph animals. Explore Civil War battlefields. Go swimming or river-rafting. Ride horses. Or just enjoy a day outdoors with the beauty of nature.

The places under the care of the National Park Service are not all refuges of peace and quiet, however. Some are historic sites in the middle of busy cities.

The National Park Service manages a total of three hundred ninety-one “units,” as it calls them. These include national parks, historical sites, monuments, buildings and battlefields. They also include recreation areas, seashores, rivers, trails and parkways. Almost thirty-four million hectares of land in all.

Rules differ from place to place. For example, activities like hunting are not permitted in national parks. But they may be permitted in areas established as national preserves, recreation areas, seashores or lakeshores.

The National Park Service was created in nineteen sixteen. President Woodrow Wilson signed an act making it part of the Interior Department.

The act said the purpose was to “conserve the scenery and the natural and historic objects and the wild life therein and to provide for the enjoyment of the same in such manner and by such means as will leave them unimpaired for the enjoyment of future generations.”

Congress has the power to establish national parks and other protected areas. But a law called the Antiquities Act gives presidents the power to declare national monuments.

An early champion of the national parks was Theodore Roosevelt. He was president at the start of the twentieth century. He was also a distant relation of Franklin Roosevelt, who became president later.

Teddy Roosevelt was a hunter and outdoorsman. As president he signed legislation that established five national parks. And in nineteen hundred and six he signed the Antiquities Act.

It gave presidents the power to declare federally owned landmarks, structures and “other objects of historic or scientific interest” as national monuments. Teddy Roosevelt himself declared eighteen national monuments. Many of the monuments declared by presidents have been named national parks or given other titles by Congress.

The National Park Service has two main jobs. One is to protect the national parks. The other is to help visitors enjoy them. Sometimes these two jobs may seem to conflict. For example, large numbers of visitors can mean large numbers of vehicles that cause pollution and road damage.

Spokesman Jeffrey Olson says the Park Service is taking steps to reduce environmental damage. He points out that some parks operate bus systems so visitors do not drive through protected areas.

This also results in a better visitor experience, he says. People do not have to worry about their vehicles. And those who would have been driving can look at the scenery instead of the road.

But the Park Service does not have control over everything. Jeffrey Olson says climate change is changing the landscape. For example, he says glaciers are melting in Alaska as a result of higher temperatures. And animals that normally live in some national parks have had to search elsewhere for food.

Plants, too, are affected. Some areas of Joshua Tree National Park in California, for example, can no longer support the trees that the park is named for.

Jeffrey Olson says experts do not know what will take the place of the plants and animals that are lost, or how wildlife will survive in a changed environment.

For the Park Service, another problem has been money. But Congress has put more into the budget of the national park system in the past three years. That has made it possible for the Park Service to hire three thousand seasonal workers. And Jeffrey Olson says federal stimulus money this year has made it possible to fix roads and complete maintenance projects.

Money also comes from the National Park Foundation. Congress established the foundation in nineteen sixty-seven to raise private support for the park system.

Some national parks charge visitors a small entrance fee, from five dollars to twenty-five dollars a car. Each entrance fee is good for seven days. Eighty percent of the money stays with the park. Twenty percent is put into a shared fund for use throughout the park system.

The first park to charge a visitor fee was Mount Rainier in the northwestern state of Washington in nineteen hundred and eight. It was also the first park where visitors could enter with their cars.

Today the United States has fifty-eight national parks.

Celebrating its one hundredth anniversary this year is Zion National Park, in the western state of Utah. It was established as Mukuntuweap National Monument by President William Taft.

Zion National Park has desert canyons and huge freestanding arches of red, pink and white rock. It also has a river, forests and other environments.

Zion is the eighth most visited national park. Almost three million people visited the park last year. Buses take visitors to areas where they can go on paths into the wilderness.

One easy hike takes visitors two kilometers to a clear pool of water and waterfalls. A more difficult hike is eight kilometers long and not for those afraid of heights. It ends at the top of a rock high above Zion Canyon.

One of the largest mountains in the park is called the Sentinel. Three mountains standing next to each other are called the Three Patriarchs — Abraham, Isaac and Jacob. A visiting Christian minister gave the mountains these biblical names in nineteen sixteen.

The Great Smoky Mountains National Park is celebrating its seventy-fifth anniversary this year. The park is located in areas of two southeastern states, Tennessee and North Carolina. The Great Smoky Mountains National Park is America’s most visited national park. More than nine million people went there last year.

The Great Smoky Mountains are part of the Blue Ridge and southern Appalachian mountains. A blue-gray haze from natural and now manmade sources hangs over them like smoke.

The park has more than one thousand kilometers of trails. Visitors can camp, fish, ride bicycles or drive through the park. There are more than one thousand six hundred kinds of flowering plants. The Park Service says the park has more kinds of flowering plants than any other national park in North America.

It also has animals including deer, elk and more than one thousand five hundred bears.

The Great Smoky Mountains National Park was created by local citizens who wanted to protect the area. But they needed money to buy the land from farmers and other owners. The money came from the legislatures of Tennessee and North Carolina. It also came from individuals and groups including the Laura Spellman Rockefeller Foundation.

In nineteen thirty-four, Tennessee and North Carolina gave the federal government more than three hundred thousand hectares of land for the park.

The official dedication did not take place until nineteen forty, when President Franklin Roosevelt spoke at a ceremony in the park. The ceremony took place at the Rockefeller Monument, on the borderline between the two states that provided the land.

Earlier this month, officials rededicated the park at a ceremony held on that same spot. One of the guests was Dolly Parton. The country singer grew up in the Great Smoky Mountains, and wrote a fund-raising CD for the seventy-fifth anniversary. We leave you with Dolly Parton and a song called “My Mountains, My Home.”

Our program was written by Nancy Steinbach and produced by Caty Weaver. I’m Shirley Griffith. And I’m Steve Ember.

National Parks: An Idea That Began in the US (Parques nacionais: uma idéia que começou nos EUA) – Tradução

Tradução (Fornecida pelo Google)

Os Estados Unidos estabeleceram seu primeiro parque nacional em dezoito setenta e dois. Yellowstone, no estado ocidental de Wyoming, não foi apenas o primeiro parque nacional da América. Foi o primeiro do mundo.

Desde então, cerca de cem nações seguiram esse exemplo. Eles criaram mais de cem mil parques nacionais e áreas protegidas, para o gozo das pessoas hoje e para as próximas gerações.

No ano passado, quase duzentos e setenta e cinco milhões de pessoas visitaram o sistema nacional de parques nos Estados Unidos. Os visitantes podem caminhar na floresta. Escalar montanhas. Fotografe animais. Explore os campos de batalha da Guerra Civil. Nadar ou fazer rafting no rio. Cavalgar. Ou apenas desfrute de um dia ao ar livre com a beleza da natureza.

Os lugares sob os cuidados do Serviço Nacional de Parques não são todos refúgios de paz e tranquilidade, no entanto. Alguns são locais históricos no meio de cidades movimentadas.

O Serviço Nacional de Parques gerencia um total de trezentas e noventa e uma “unidades”, como as chama. Estes incluem parques nacionais, locais históricos, monumentos, edifícios e campos de batalha. Eles também incluem áreas de lazer, praias, rios, trilhas e estradas. Quase trinta e quatro milhões de hectares de terra ao todo.

As regras diferem de um lugar para outro. Por exemplo, atividades como caça não são permitidas em parques nacionais. Mas eles podem ser permitidos em áreas estabelecidas como reservas nacionais, áreas de lazer, praias ou lagos.

O Serviço Nacional de Parques foi criado em mil novecentos e dezesseis. O Presidente Woodrow Wilson assinou um ato que faz parte do Departamento do Interior.

O ato disse que o objetivo era “conservar o cenário, os objetos naturais e históricos e a vida selvagem neles e proporcionar o desfrute do mesmo da maneira e por meios que os deixem intactos para o desfrute das gerações futuras. “

O Congresso tem o poder de estabelecer parques nacionais e outras áreas protegidas. Mas uma lei chamada Lei das Antiguidades concede aos presidentes o poder de declarar monumentos nacionais.

Um dos primeiros campeões dos parques nacionais foi Theodore Roosevelt. Ele foi presidente no início do século XX. Ele também era um parente distante de Franklin Roosevelt, que se tornou presidente mais tarde.

Teddy Roosevelt era um caçador e homem do ar livre. Como presidente, ele assinou uma legislação que estabeleceu cinco parques nacionais. E em mil novecentos e seis ele assinou a Lei de Antiguidades.

Deu aos presidentes o poder de declarar marcos, estruturas e “outros objetos de interesse histórico ou científico de propriedade federal” como monumentos nacionais. O próprio Teddy Roosevelt declarou dezoito monumentos nacionais. Muitos dos monumentos declarados pelos presidentes foram nomeados parques nacionais ou receberam outros títulos pelo Congresso.

O Serviço Nacional de Parques tem dois empregos principais. Uma é proteger os parques nacionais. O outro é ajudar os visitantes a apreciá-los. Às vezes, esses dois trabalhos podem parecer conflitantes. Por exemplo, um grande número de visitantes pode significar um grande número de veículos que causam poluição e danos nas estradas.

O porta-voz Jeffrey Olson diz que o Serviço de Parques está tomando medidas para reduzir os danos ambientais. Ele ressalta que alguns parques operam sistemas de ônibus para que os visitantes não passem por áreas protegidas.

Isso também resulta em uma melhor experiência para o visitante, diz ele. As pessoas não precisam se preocupar com seus veículos. E aqueles que estariam dirigindo podem olhar a paisagem em vez da estrada.

Mas o Serviço de Parques não tem controle sobre tudo. Jeffrey Olson diz que as mudanças climáticas estão mudando a paisagem. Por exemplo, ele diz que as geleiras estão derretendo no Alasca como resultado de temperaturas mais altas. E os animais que normalmente vivem em alguns parques nacionais tiveram que procurar em outros lugares por comida.

As plantas também são afetadas. Algumas áreas do Parque Nacional Joshua Tree, na Califórnia, por exemplo, não podem mais suportar as árvores para as quais o parque recebeu esse nome.

Jeffrey Olson diz que os especialistas não sabem o que substituirá as plantas e os animais perdidos ou como a vida selvagem sobreviverá em um ambiente alterado.

Para o Serviço de Parques, outro problema tem sido o dinheiro. Mas o Congresso colocou mais no orçamento do sistema nacional de parques nos últimos três anos. Isso possibilitou ao Serviço de Parques contratar três mil trabalhadores sazonais. E Jeffrey Olson diz que o dinheiro do estímulo federal este ano tornou possível consertar estradas e concluir projetos de manutenção.

O dinheiro também vem da National Park Foundation. O Congresso estabeleceu a fundação em mil novecentos e sessenta e sete para aumentar o apoio privado ao sistema de parques.

Alguns parques nacionais cobram aos visitantes uma pequena taxa de entrada, de cinco a vinte e cinco dólares por carro. Cada taxa de entrada é válida por sete dias. Oitenta por cento do dinheiro fica no parque. Vinte por cento é colocado em um fundo compartilhado para uso em todo o sistema do parque.

O primeiro parque a cobrar uma taxa de visitantes foi o Monte Rainier, no estado noroeste de Washington, em mil novecentos e oito. Foi também o primeiro parque em que os visitantes podiam entrar com seus carros.

Hoje, os Estados Unidos têm 58 parques nacionais.

Comemorando seu centésimo aniversário este ano, está o Parque Nacional Zion, no estado ocidental de Utah. Foi estabelecido como Monumento Nacional Mukuntuweap pelo Presidente William Taft.

O Parque Nacional de Zion possui gargantas no deserto e enormes arcos independentes de rocha vermelha, rosa e branca. Também possui um rio, florestas e outros ambientes.

Zion é o oitavo parque nacional mais visitado. Quase três milhões de pessoas visitaram o parque no ano passado. Os ônibus levam os visitantes para áreas onde eles podem seguir caminhos pelo deserto.

Uma caminhada fácil leva os visitantes a dois quilômetros para uma piscina clara de água e cachoeiras. Uma caminhada mais difícil tem oito quilômetros de extensão e não é para quem tem medo de altura. Termina no topo de uma rocha acima do Zion Canyon.

Uma das maiores montanhas do parque é chamada Sentinel. Três montanhas que estão próximas uma da outra são chamadas de Três Patriarcas – Abraão, Isaac e Jacó. Um ministro cristão visitante deu esses nomes bíblicos às montanhas em mil novecentos e dezesseis.

O Parque Nacional Great Smoky Mountains está comemorando seu 75º aniversário neste ano. O parque está localizado em áreas de dois estados do sudeste, Tennessee e Carolina do Norte. O Parque Nacional Great Smoky Mountains é o parque nacional mais visitado da América. Mais de nove milhões de pessoas foram para lá no ano passado.

As Great Smoky Mountains fazem parte do Blue Ridge e do sul dos Apalaches. Uma névoa cinza-azulada de fontes naturais e agora artificiais paira sobre eles como fumaça.

O parque possui mais de mil quilômetros de trilhas. Os visitantes podem acampar, pescar, andar de bicicleta ou dirigir pelo parque. Existem mais de mil e seiscentos tipos de plantas com flores. O Serviço de Parques diz que o parque tem mais tipos de plantas com flores do que qualquer outro parque nacional da América do Norte.

Ele também tem animais, incluindo veados, alces e mais de mil e quinhentos ursos.

O Parque Nacional Great Smoky Mountains foi criado por cidadãos locais que queriam proteger a área. Mas eles precisavam de dinheiro para comprar a terra de agricultores e outros proprietários. O dinheiro veio das legislaturas do Tennessee e da Carolina do Norte. Também veio de indivíduos e grupos, incluindo a Fundação Laura Spellman Rockefeller.

Em mil novecentos e trinta e quatro, Tennessee e Carolina do Norte deram ao governo federal mais de trezentos mil hectares de terra para o parque.

A dedicação oficial não ocorreu até mil novecentos e quarenta, quando o presidente Franklin Roosevelt falou em uma cerimônia no parque. A cerimônia ocorreu no Monumento Rockefeller, na fronteira entre os dois estados que forneceram a terra.

No início deste mês, as autoridades rededicaram o parque em uma cerimônia realizada no mesmo local. Um dos convidados foi Dolly Parton. O cantor country cresceu nas montanhas Great Smoky e escreveu um CD de angariação de fundos para o trigésimo quinto aniversário. Deixamos vocês com Dolly Parton e uma música chamada “My Mountains, My Home”.

Nosso programa foi escrito por Nancy Steinbach e produzido por Caty Weaver. Eu sou Shirley Griffith. E eu sou Steve Ember.